O Núcleo de Educação Hidroambiental da SAAEC assume mais um compromisso na defesa e preservação do meio ambiente, através da iniciativa de auxiliar no financiamento do projeto “Deixa que eu cuido”.

O formato de captação de recursos para subsidiar a ação é resultado de uma parceria entre o Colégio Ágape, a ONG Juriti, a SAAEC e o projeto Soldadinho do Araripe junto com a ONG Aquasis.

O objetivo consiste em mobilizar a sociedade, em especial os usuários dos serviços da SAAEC, através da doação mensal de quantias a partir de R$2,00 que serão espontaneamente escolhidas pelo cliente em débito junto a sua fatura. O intuito da SAAEC é continuar ajudando os projetos de cunho ambiental e avançar cada vez mais no fortalecimento da pedagogia e exercício de cuidado e responsabilidade com o presente e o futuro.

O topo do site da SAAEC já possui um banner sobre o projeto, clique no botão “Ajude!” ao lado esquerdo e a ficha de adesão abrirá em nova aba para preenchimento e envio da sua colaboração mensal, que será efetivada após o pagamento da próxima fatura.

Durante os meses de outubro e novembro, homens e mulheres possuem um compromisso com a sua saúde. A prevenção do câncer de mama é alvo da campanha mundialmente conhecida como o “Outubro Rosa”. Já a prevenção do câncer de próstata tem no mês seguinte a campanha também realizada no mundo inteiro, denominada “Novembro Azul”.

Reforçando a necessidade de ambos exames preventivos, a SAAEC divulga aos seus clientes que durante os meses destas duas campanhas haverá sorteios de prêmios para aqueles (as) clientes que estiverem em dia com as suas faturas. Basta ir até o atendimento da SAAEC e apresentar as suas faturas pagas, retirando o cupom, preenchendo e aguardando os sorteios.

Para participar da campanha do “Outubro Rosa” o (a) cliente deve estar com suas contas quitadas até o vencimento do mês de setembro de 2017 para ter direito a concorrer as premiações do sorteio que acontecerá no dia 13 de novembro. Para participar do sorteio das premiações do “Novembro Azul”, o (a) cliente deve suas faturas quitadas até o vencimento de outubro de 2017, concorrendo ao sorteio no dia 08 de dezembro. 

Na segunda-feira (09) a SAAEC lançou mais um projeto que visa a conscientização ambiental e prática de ecocidadania, através do Núcleo de Projetos. O “SAAEC Recicla” tem o objetivo de estimular o hábito da reciclagem de materiais junto à equipe, instituição e sociedade. Inicialmente apenas alguns resíduos sólidos, como papel, embalagens PET, papelão, embalagens plásticas, como sacos e sacolas, embalagens longa vida estarão sendo coletados toda segunda-feira na própria sede da instituição, durante o horário comercial. O material será repassado para a Associação dos Agentes Recicladores do Crato. 

A SAAEC assume mais um compromisso de contribuir com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, fomentando a geração de renda e contribuindo também com o desenvolvimento econômico da cidade do Crato, através da colaboração junto a cadeia produtiva do setor da reciclagem. Cidadãos e cidadãs conscientes e sensíveis aos problemas relacionados aos volumes elevados de lixo e destino indevido destes materiais, que acarretam graves problemas ao nosso ecossistema, devem aderir a esta iniciativa que é uma ação positiva para toda a sociedade. Participe, separe o material que seria lixo e deposite no posto de coleta da sede da SAAEC.

Uma das prioridades da atual diretoria da Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC) é a contínua qualificação do seu quadro de servidores. Durante os últimos dias a equipe tem participado de alguns espaços de capacitação proporcionados por instituições parceiras e pela própria gestão municipal, todas ocasiões voltadas para melhoria do atendimento, prestação de serviços e busca de soluções para o trabalho diário.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) da cidade de Juazeiro do Norte realizou recentemente uma capacitação sob o tema “Excelência no atendimento ao cliente”, momento em que estiveram presentes membros da SAAEC de diversas áreas da instituição, como os setores do financeiro, dos projetos, do comercial, de atendimento, da ouvidoria e da assistência de manutenção.

A senhora Dionê Moreira da Silva, palestrante presente nesta oportunidade de qualificação profissional e professora do SENAI na área de gestão, repassou noções sobre a importância na qualidade do atendimento, além do tratamento diferenciado que destaca o ambiente de trabalho, os serviços, a equipe, os relacionamentos entre colegas, as instituições e o corpo dirigente que prezam pela melhor relação junto aos seus usuários externos.

 

FUNDATEC PARCEIRA

A estruturação e consolidação de uma equipe atenta aos problemas e sensível para construção de soluções conjuntas é trabalho constante para melhores resultados e satisfação de todas as partes. Pensando nisso, a Prefeitura do Crato junto à Fundação de Desenvolvimento Tecnológico do Cariri (FUNDATEC) iniciam parceria com o objetivo de oferecer diversas oportunidades de aperfeiçoamento profissional e capacitação voltada para a gestão municipal em áreas como a infraestrutura, elaboração de projetos, saúde, educação, construção de planos municipais e a administração pública.

A Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC), através do Núcleo de Educação Hidroambiental, vem se debruçando sobre novas perspectivas de trabalho comunitário envolvendo desta vez a temática e prática da permacultura para aproximar a sociedade da reflexão e conscientização ambiental.

O bairro Vila Alta possui uma unidade física da SAAEC com reservatório que abastece as adjacências e neste espaço será criada a primeira Estação Experimental de Permacultura voltada para o uso, aprendizado e preservação comunitária. A ideia partiu após a Coordenadora do Núcleo de Educação Hidroambiental, Cristina Diogo, perceber o ambiente como propício a esta atividade, tendo sido provocada pelo Centro de Referencial em Assistência Social (CRAS) daquela comunidade, que desenvolve junto a SAAEC iniciativas de cunho pedagógico no tocante ao meio ambiente.

Com previsão para ser inaugurada no prazo de um mês, a Estação Experimental de Permacultura é mais um passo para a consolidação de outra cultura ambiental, como afirma Cristina Diogo. “Esta iniciativa cumpre os objetivos comunitário, intergeracional e também do uso adequado desse espaço que pertence a SAAEC. Aproveitar o terreno para o trabalho de envolvimento e replicação da permacultura com o intuito do uso coletivo e responsável é uma missão que cumprimos com muita dedicação e orgulho”, disse Cristina. O local será alvo de um trabalho de arborização, revitalizando-o e garantindo um ambiente agradável e espaço de lazer.

Serão três canteiros para cultivo de ervas e plantas medicinais, além de um minhocário e vários canteiros menores para plantio de mudas de outras espécies nativas. A técnica de irrigação por gotejamento foi escolhida para regar os canteiros por ser a que melhor controla a distribuição de água em cada canteiro.  Algumas das espécies nativas que serão inseridas nestes canteiros germinaram no Núcleo de Educação Hidroambiental, depois da coleta das sementes em edições das oficinas das “Bombas do Bem”, projeto reconhecido nacionalmente como difusor da ideia e ação do reflorestamento na região da Chapada do Araripe, contribuindo para a preservação das espécies nativas e consequentemente das matas ciliares, protegendo nascentes e o Soldadinho do Araripe, que se encontra ameaçado de extinção.

“Sempre mantivemos parcerias com o CRAS Vila Alta para ações pedagógicas relacionadas ao meio ambiente, através do nosso trabalho com o Núcleo de Educação Hidroambiental. Agora estaremos dando início a uma nova etapa desse trabalho e com certeza avançaremos na conscientização de uso saudável da água e relação respeitosa com o meio ambiente”, defendeu o diretor presidente da SAAEC, Yarley Brito.

A moradora do bairro Vila Alta, senhora Rosiane Bastos, aprova e tem sido uma colaboradora da iniciativa. “É uma forma de valorizar um espaço público, se apropriar dele e zelar para ser utilizado para o bem coletivo. Não é porque é público que devemos abandonar. Nós devemos é cuidar do que é nosso”.

Previous Next

O momento de reorganização administrativa na SAAEC vem promovendo diversas iniciativas de inovação e ressignificação que vem tomando proporções cada vez maiores e responsáveis referentes aos serviços, relacionamento com seus usuários e população em geral, além de um leque de parcerias que continua se ampliando em áreas distintas da esfera pública e junto a diferentes setores da sociedade.

Na última sexta-feira (29), a SAAEC foi procurada por uma equipe da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS) e o Diretor Presidente, Yarley Brito, junto a Diretora Financeira, Rosário Pinheiro, receberam a Secretária adjunta de Trabalho e Desenvolvimento Social, Edvania Gonçalves, a Gerente de Célula da Proteção Básica Social, Jhenifer Lopes e o artista plástico Wanderson Petrova.

Na pauta, uma nova proposta de parceria para contemplar o espaço físico da Estação Vila Alta da SAAEC, onde está em andamento o trabalho de implantação de uma Estação de Permacultura, envolvendo o CRAS deste bairro e a comunidade. Desta vez, a ideia sugerida pelo CRAS Vila Alta, surgida após a percepção e reflexão da coordenadora desta unidade, Tarcília Vieira, consiste em contribuir no projeto de revitalização da área através da intervenção artística neste reservatório do Complexo da SAAEC.

“Nós construímos uma relação de parceria com o CRAS Vila Alta e já possuímos uma sinergia de ideias e ações que geram oficinas, momentos de lazer, dança, esportes e demais atividades no espaço. A proposta é que todos e todas possam receber e oferecer tratamento e cuidado para com esses espaços. O próximo passo é firmar parcerias para captar recursos que financiem mais esta obra de arte a céu aberto no Crato”, afirmou Yarley Brito, Diretor Presidente da SAAEC.

A Secretária Adjunta de Desenvolvimento Social e Trabalho, Edvania Gonçalves, contou como as parcerias entre SAAEC e SMDST, integrando políticas públicas que congregam a pauta do Meio Ambiente e da Assistência Social. “Já existem várias parcerias com as nossas unidades. A equipe do CRAS Vila Alta pensou como contribuir com a revitalização do local e o trabalho artístico aliado à preservação do meio ambiente representaram essa proposta de novas alternativas de trabalho com os nossos usuários junto da retirada do caráter ocioso de mais um espaço público”, disse Edvania.

Wanderson Petrova, artista que realizará o trabalho fruto desta parceria, disse que “a ousadia de pintar gratuitamente para as pessoas em espaços públicos o surpreendeu, pelos resultados e por haver pré-disposição para esse processo, por acreditar na força dessa iniciativa. A arte modifica e no contexto urbano se torna acessível para todos os públicos”.

Previous Next

Um momento de acolhimento e integração realizado pela SAAEC contou com a presença do corpo profissional da instituição, através dos dirigentes, assessores, técnicos e servidores além de ser a ocasião de apresentação e recepção do conjunto de servidores e servidoras admitidos(as) a partir da última Seleção Simplificada, ocorrida entre o período de 24 a 31 de agosto, de acordo com o estabelecido no edital publicado à época.

Os novos colaboradores assistiram à apresentação de diretores e técnicos acerca do histórico, missão e estrutura da SAAEC, além de palestra sobre relações interpessoais e momento de dinâmica entre o grupo.

Yarley Brito, diretor presidente, deu boas-vindas ao grupo que passa a integrar a SAAEC, falando sobre a satisfação em servir à instituição e ao público usuário. “O que desejamos é que o nosso local de trabalho seja um ambiente agradável e possa nos passar a sensação de bem-estar e prazer. Aqui é um lugar onde construímos boas relações e temos o sentimento de orgulho em estarmos juntos fazendo esse trabalho. Fico feliz de tê-los aqui no dia de hoje”, declarou.

A diretora financeira, Rosário Pinheiro, explanou para os presentes o histórico da SAAEC, além da missão e do organograma atual, seguida do diretor técnico, Orleam Rafael, que expôs em sua apresentação informações relacionadas à estrutura e procedimentos padrões dos serviços e operações. O coordenador do Núcleo de Projetos e Engenharia, Cristiano Cardoso também complementou o conjunto de informações referentes aos projetos, metas, investimentos, convênios e resultados que a SAAEC possui em andamento.

Os profissionais que passam a compor o quadro de servidores da instituição cumprirão as suas funções nos cargos de bombeiro hidráulico, leiturista, pedreiro, serviços gerais e operador de bomba. Todos integrados ao novo momento em que a SAAEC desfruta sob persistente trabalho de reorganização em busca da inovação e da eficiência na prestação de serviços.

Durante reunião na manhã desta terça-feira (12) na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário, a Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC) esteve representada pelo Núcleo de Educação Hidroambiental para mais uma agenda produtiva que está sendo planejada. Trata-se da Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural, prevista para acontecer na segunda quinzena de novembro e que será precedida das pré-conferências estabelecidas para o período que compreende a última semana de outubro.

Presentes na ocasião representando a SAAEC, estiveram as senhoras Cristina Diogo e Tayres Souza e os senhores Nilvando do Vale e Hermano Arraes, além do Secretário de Desenvolvimento Agrário, Zilcélio Alves Ferreira, e do seu adjunto, Tiago Ribeiro.

Sob o tema “Novos olhares para uma nova ruralidade. O rural que temos e o rural que queremos”, a próxima edição da Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural busca atingir um público maior, principalmente entre faixas etárias diferentes, abrangendo o público infanto-juvenil e a comunidade escolar para aplicabilidade das questões abordadas no referido fórum deliberativo e qualificação da execução destas proposições aprovadas que serão alvo das políticas públicas voltadas para o campo.

Segundo uma das representes da SAAEC, a dinâmica natural do homem e da mulher do campo estão sendo priorizadas nesta próxima edição. “A discussão em torno do objetivo principal é a valorização do meio rural, dando apoio aos agricultores e também conscientizando crianças e jovens, sob o olhar da educação no campo. Essas serão as formas de resgatar a cultura dos agricultores que ainda hoje permanecem no campo, aliando a desconstrução do uso de agrotóxicos e o incentivo de vivências rurais pelos mais jovens. É na educação ambiental que nós da SAAEC contribuiremos para que esse seja um momento muito importante”, confirmou Tayres Souza, do Núcleo de Educação Hidroambiental da SAAEC.

Previous Next

A conhecida Romaria ao Caldeirão, realizada anualmente na zona rural do Crato, contou este ano com a participação da SAAEC, contribuindo com o a conscientização ambiental do público presente, repleto de romeiros e romeiras. Em sua 18ª edição e sob a temática da importância em cultivar e guardar a criação, a romaria contou com um público de cerca de três mil pessoas.

O intuito é espalhar não só as bombas de semente produzidas e distribuídas gratuitamente, mas disseminar a ideia do reflorestamento como parte de um conjunto de ações para preservação do meio ambiente.

A atitude de levar as oficinas de “Bombas do Bem” ao máximo de localidades e públicos distintos é trabalho constante da SAAEC, através do Núcleo de Educação Hidroambiental, para reflorestar o ambiente devastado na região da Chapada do Araripe no Crato.

Torna-se cada dia mais abrangente e eficaz a iniciativa que na ocasião da romaria contou com a apresentação do projeto na fala de Cristina Diogo, coordenadora do núcleo, orientando como se dá o processo de criação das bombinhas e convocando todos e todas para “recatingar”, tendo esta palavra de ordem acolhida pela comunidade do território rural do Caldeirão. Aproximadamente 1.000 bombinhas foram produzidas pela SAAEC e seu Núcleo de Educação Hidroambiental em parceria com a ONG Juriti e além de depositadas no ofertório foram distribuídas entre os romeiros e as romeiras participantes da celebração para que fossem lançadas na caatinga durante o percurso de volta para casa. O bispo do Crato enalteceu a iniciativa e destacou a importância do trabalho de reflorestamento através das “Bombas o Bem”. 

A cidade de Quixeramobim, situada no Sertão Central do Ceará, sediou a última reunião da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE), na terça-feira (12). A SAAEC compareceu à ocasião representando o Crato através das presenças do senhor diretor presidente, Yarley Brito, e do Coordenador do Núcleo de Projetos, senhor Cristiano Cardoso.

A regional IV, que representa os estados do Ceará e Rio Grande do Norte, tratou de outros assuntos acerca do saneamento básico, no sentido de regularizar serviços e setores, além da prestação de maior assistência as unidades de cada município, como por exemplo, a formação para servidores de cada cidade que possui seu sistema próprio de água e esgoto, através de um planejamento voltado para a capacitação técnica.

O ponto de pauta principal se deu em torno da realização do Congresso Nacional da ASSEMAE a realizar-se em Fortaleza no próximo ano. Outras sete cidades consorciadas a ASSEMAE e possuem o mesmo serviço de água e esgoto municipalizado também estiveram presentes, o que proporcionou um momento de integração entre todas as instituições presentes.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC), através do Núcleo de Educação Hidroambiental, estiveram reunidos na tarde desta segunda-feira (11) na sede do instituto ambiental pautando a “Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais”.

Estiveram presentes também órgãos e instituições ligadas ao assunto, como a Guarda Municipal, a Secretaria Municipal de Segurança, a Floresta Nacional do Araripe (FLONA) e a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial (SEMADT).

No combate aos incêndios, a equipe reunida discutiu os meios para que a população tenha conhecimento adequado para acionar com maior rapidez os serviços de contenção dos focos de incêndio e queimadas, que são distintos em suas finalidades e métodos. O incêndio é de difícil controle, já as queimadas são de manejo mais simples e, portanto, em situação de alastre pode ser contida mais facilmente.

“Há uma necessidade de garantir celeridade no atendimento as chamadas e denúncias de incêndio, por isso o ICMBio nos convocou para participarmos dessa reunião com as demais unidades parceiras, para entendermos e ajudarmos no processo de combate aos incêndios”, declarou Tayres Souza, que esteve ao lado de Cristina Diogo representando o Núcleo de Educação Hidroambiental da SAAEC.

Outra preocupação debatida na reunião é conseguir detectar as falhas na comunicação entre sociedade e órgãos no momento de acionar os serviços de emergência contra os incêndios, para que haja rapidez no trabalho de contenção destes focos.

A ideia é que todas as instituições atuem em parceria quando necessário combater focos de incêndio, ficando a SAAEC encarregada de auxiliar em emergências colocando o seu aparato logístico à disposição para situações mais críticas, direcionadas pelo próprio ICMBio, que detém maiores informações e conhecimentos técnicos para decidir sobre a tática mais eficaz no combate ao fogo.

SAAEC
Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato
Avenida Teodorico Teles, 30 – Centro
Crato-CE
Email:
contato@saaeccrato.com.br
Fone: (88) 3523-2044

© 2017 desenvolvido por KBsistemas

pesquisar